Aracaju, 20 de Setembro de 2019
Buscar no Site
Facebook Twitter Youtube RSS Fórum News
acessorestrito_topic
img_137756191992.jpg

02/06/2017 - Torquato: " Quando o Brasil melhora, voltamos a estaca zero".

O jornalista, cientista político e doutor em comunicação, Gaudêncio Torquato, foi o palestrante da mais recente edição do ciclo de Diálogos Empresariais, promovido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Sergipe (Fecomércio), na última quinta-feira (01), no auditório do Senac.

Em uma palestra para uma plateia seleta composta por empresários, jornalistas, publicitários, advogados, políticos e profissionais liberais, Gaudêncio Torquato traçou um panorama da situação política e econômica brasileira. O comunicador destacou que o Brasil está vivendo a pior crise de sua história, tanto na área política, na economia.

"O país está numa das mais espinhosas crises de sua história. Nunca vi uma situação tão complicada do ponto de vista político, devido à crise ética que se instalou na política, depois de tantos escândalos no governo federal desde que o PT assumiu o poder, como na economia. Contudo esta começa a se recuperar. O crescimento do PIB já reflete no avanço do setor produtivo, depois de dois anos de depressão econômica. Isso vai aliviar um pouco a crise".

Gaudêncio Torquato lembrou que o alívio da crise econômica já cria um clima de alívio social maior para a população brasileira. O que traz mais esperanças de recuperação da economia, na intenção de conquistar a retomada do crescimento econômico do país.

"Uma economia consolidada, uma economia forte, cria um clima de harmonia social que contagia todos os setores da sociedade. É importante que a economia se mantenha sólida para poder ajudar no ganho da autoestima da população. Isso refletirá na política, pois a economia é a locomotiva que puxa os carros do trem da política. Ela melhorando, certamente vai contribuir para que terminemos essa crise mais cedo. Outro fator importante é a queda da taxa Selic de juros de 11,5, para 10,5%. Isso ajudará a recuperar a economia e aliviar a crise política".

Em uma comparação com o personagem Sísifo, Gaudêncio Torquato qualificou o quadro político da atualidade. O jornalista disse que a mesma missão que foi atribuída ao personagem da mitologia grega está sendo praticada pelo Brasil, enquanto instituição. O país busca alcançar um objetivo, ao custo de muito esforço, mas quando está próximo de obter êxito, volta à estaca zero, sofrendo com diversos tipos de problemas novamente.

"Vivemos um oceano de incertezas. Eu comparo o Brasil a Sísifo, porque toda vez que ele rolava a pedra para o topo da montanha, a pedra rolava de voltar e ele tinha que recomeçar todo o trabalho. Com o Brasil está acontecendo a mesma coisa, enfrentamos os problemas e quando achamos que seremos vitoriosos, aparece um problema sério e coloca tudo a perder".

A respeito do futuro do presidente Michel Temer, Gaudêncio Torquato foi prático. O cientista político afirmou que o presidente pode se salvar dos problemas que foram criados contra ele recentemente, com a delação de Joesley Batista, dono da JBS, que divulgou uma gravação, segundo Torquato, de origem e credibilidade suspeitas, comprometendo o presidente da república.

"Os partidos estão divididos em afastar ou não o presidente. O cerco feito contra Temer é composto por vários personagens, como Joesley Batista, o ex-presidente Lula, a ex-presidente Dilma, o senador Renan Calheiros, além da própria gravação feita por Joesley, que possui fatores que colocam sua credibilidade em xeque, como edições e cortes no áudio, a saída do aparelho que fez a gravação do país, o diálogo divulgado em partes, o conjunto da obra. Além do açodamento por parte do Ministério Público em denunciar o presidente e criar o caos político, com a espetacularização das ações, dentro de uma delação que resultou em uma multa pequena para o dono da JBS, que também conseguiu imunidade. Até o PT já começa a recuar a respeito da retirada de Temer da presidência, pois não interessa para eles voltarem a ser foco da crise política brasileira", disse.

Durante a palestra, Gaudêncio Torquato fez uma predição para o cenário político nacional dos próximos oito anos. O jornalista destacou que haverá um momento de expiação e filtragem dos personagens da política nacional, mas que resultará numa classe mais qualificada à partir do ano de 2022, em todo o Brasil.

"Viveremos uma mudança de paradigmas na política dos próximos anos. As eleições de 2018 nos trarão um governo e um congresso de transição política, para que o país alcance suas melhorias também na formação dos quadros políticos. Teremos nomes mais qualificados e mais éticos para as próximas eleições, pois isso emana de todo o país, com o surgimento de pessoas com perfil mais aproximado da sociedade. Contudo, somente a partir de 2022, a sociedade deverá conseguir uma evolução política definitiva, com a conquista dos avanços econômicos e educacionais do nosso povo".

Torquato apontou cenários para uma possível eleição indireta, caso Temer seja afastado do Palácio do Planalto. Lembrou que a eleição indireta atenderá interesses dos próprios parlamentares, enquanto a eleição direta tem o objetivo de atender os interesses do PT e seus partidos aliados. Os nomes mais cotados dentro do congresso para uma eleição indireta, segundo o jornalista, são Tasso Jereissati e Rodrigo Maia. Já os nomes externos são o do jurista Nelson Jobim, ex-ministro, da ministra do STF, Carmem Lúcia, do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e do ex-presidente da república, Fernando Henrique Cardoso.

Gaudêncio Torquato traçou outros panoramas da política. Contudo, fez a ressalva que marca a configuração do cenário político nacional em uma frase: "O imponderável pode se tornar possível", indicando que mudanças drásticas podem acontecer a qualquer momento.

O presidente da Fecomércio, Laércio Oliveira, agradeceu a visita do jornalista a Sergipe, lembrando que Gaudêncio Torquato é um dos mais proeminentes profissionais da comunicação nacional dos últimos 50 anos, destacando o valor do conhecimento transmitido para os participantes dos Diálogos Empresariais.

"Vivemos hoje um momento especial, com a presença do Dr. Gaudêncio em Sergipe, palestrando e debatendo com os sergipanos. Sua explicação do panorama político foi muito eficaz e isso nos ajuda a compreender melhor o que pode acontecer nos próximos meses em nosso país. A discussão de temas relevantes para a sociedade é a finalidade do nosso evento e isso, mais uma vez foi alcançado com a participação de tantas pessoas das mais variadas categorias profissionais, que vieram prestigiar um dos maiores jornalistas do país, de todos os tempos", comentou Laércio Oliveira.

Fonte: ASCOM Fecomércio

Ver outras notícias »

Fórum Empresarial de Sergipe

Rua José do Prado Franco, 557
Centro - CEP 49010-110 - Aracaju-SE
Telefone: (79) 3205-9767

apoio_sebrae
apoio_sebrae
Facebook Twitter Youtube RSS Fórum News
logo_agw