Aracaju, 20 de Setembro de 2019
Buscar no Site
Facebook Twitter Youtube RSS Fórum News
acessorestrito_topic
img_137756191992.jpg

29/05/2014 - Petrobras apresenta investimentos para Sergipe em reunião do Fórum Empresarial

Quem esteve nesta terça(27) no encontro mensal do Fórum Empresarial de Sergipe foi Luiz Robério Silva Ramos. O gerente geral da sede UO-SEAL, Unidade de Operações de Exploração e Produção de Sergipe e Alagoas, falou sobre ´Os investimentos da Petrobras para Sergipe´. Robério apresentou o Plano de Negócios 2014 a 2018 da empresa, com visão estratégica de 2030 e números expressivos para o Estado. "Serão investidos R$ 12 bilhões ao longo de quatro anos", informa.

O coordenador do Fórum Empresarial de Sergipe, Ancelmo de Oliveira, esclareceu sobre a boa notícia. "Estes investimentos serão caracterizados por aquisições do Estado e aquisições de equipamentos de fora daqui. Claro que este montante não é para ser gasto todo diretamente em Sergipe. Dada a natureza da indústria de petróleo, sua alta sofisticação, grande parte dos novos equipamentos serão adquiridos fora. De todo modo, é uma notícia bastante interessante já que vai carrear emprego, investimentos e aplicação de recursos do Estado", comenta.

Para Oliveira, há um Sergipe antes da Petrobras e depois da Petrobras. "Por ser um Estado pequeno, o impacto dos investimentos sempre tem uma ressonância maior. Classifico a produção de petróleo aqui no Estado como expressiva: 50 mil barris/dia que equivale a cinco milhões de dólares por dia considerando um barril a US$ 100,oo, ou 150 milhões por mês", destaca o coordenador.

Também estiveram na pauta: convênios com universidades, extração de gás natural, duplicação da Fafen, retorno da Central de Compras para Sergipe, cobrança do ICMS no destino para Petróleo e energia, além de Piranema, dentre outros. Foram tratado também assuntos polêmicos envolvendo a empresa. "O importante deste encontro foi mostrar ao empresariado sergipano a continuidade dos investimentos da Petrobras, que tem uma longa história de atividades em Sergipe e que vai continuar investindo nos projetos em terra, projetos no mar e trazendo oportunidades de negócios para nosso estado, além de desenvolvimento social e econômico", pontua Robério.

A Petrobras, conforme dados do gerente geral, é uma das cinco maiores empresas de energia integrada do mundo. "O Petróleo é um dinamizador da economia. Sergipe e Alagoas estão no cenário nacional, alinhados com ações como o Pré-Sal. São gerados R$ 800 milhões em bens e serviços no Estado. O desafio agora é crescer a participação do empresariado local e colocar fornecedores sergipanos no contexto nacional", informa.

Qualificação e indução

O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Sergipe (Acese), Alexandre Porto, aproveitou o gancho para falar das dificuldades e da necessidade de uma interação maior entre Petrobras e fornecedores locais. "São cada vez maiores as exigências que grandes empresas, como a Petrobras e a Vale, colocam para terem os seus fornecimentos de produtos. Muitas são coerentes e corretas, mas entendidas por muitos empresários como obstáculos. Deveria haver um programa de qualificação e indução do empresariado enquanto fornecedor de grandes empresas, porque a grande maioria prefere não ter muita burocracia e vender no mercado normal", pontua Porto.

É vital para a economia local, segundo o presidente da Acese, que as grandes empresas pensem um produto que possa estimular o empresário, ajudar a superar esses obstáculos, a se qualificar e atender às exigências. "O que pode acontecer é, cada vez mais, virem empresas de fora do Estado para atenderem a essas grandes indústrias e acabarem atendendo também em outras áreas, retirando assim clientes do mercado convencional daqueles empresários", antecipa Alexandre Porto.

O coordenador do Fórum Empresarial, em consonância com as observações do presidente da Acese, propôs a criação de um grupo temático sobre o assunto. "Faremos um grupo temático, envolvendo Acese, Sebrae, entidades filiadas, cadeia Petrogás, bem como pessoas que Robério indicar às reuniões e que possa interagir com a gerência geral", informa Ancelmo de Oliveira.

O gerente geral da Petrobras SEAL diz que sim, é possível a criação deste grupo temático. "É interesse da Petrobras ter bons fornecedores, fornecedores locais. Faremos o que for possível para desenvolver esses fornecedores de modo a que nos atendam na qualidade, no prazo, com segurança e com preço compatível", garante Luiz Robério.

O Governo do Estado também será convidado às reuniões do grupo temático, uma vez que criou recentemente o Programa de Qualificação de Fornecedores (PQF) com a mesma proposta, mas que não foi adiante. "Acho que é resgatar tudo isso, com o apoio de todas as instituições, e trilhar este caminho que será conduzido pelo Fórum Empresarial", avalia o presidente da Acese.

Eleições 2014

Nas eleições anteriores, o Fórum Empresarial apresentou aos candidatos um documento com as prioridades do empresariado sergipano. "Este ano estamos estabelecendo uma metodologia diferente. Iremos colocar todas as nossas demandas e já estamos fazendo uma prospecção. O grupo temático sobre este assunto vai consolidar essas sugestões e formalizar em um documento para ser apresentado aos candidatos", articula Ancelmo de Oliveira.

Por Waneska Cipriano, jornalista (DRT/SE 875)
Assessora de Comunicação do Fórum Empresarial

Ver outras notícias »

Fórum Empresarial de Sergipe

Rua José do Prado Franco, 557
Centro - CEP 49010-110 - Aracaju-SE
Telefone: (79) 3205-9767

apoio_sebrae
apoio_sebrae
Facebook Twitter Youtube RSS Fórum News
logo_agw